Quem sou eu

Minha foto
Brazil
Bem-vindo ao meu lado blogueira! Escreverei de tudo, desde política até insanidades. Logo, descalce os sapatos, se joga na cama e vamos viajar nessa loucura juntos.

sexta-feira, março 9

It's friday!

E hoje não tem postagem. Gostaria de escrever muiito, mas apareceram outras coisas aqui pra fazer *-*
Sério que tem gente lendo o blog agora? Que feliz! Sintam-se em casa, folheiem, deliciem-se, entristeçam-se, identifiquem-se, tenham repulsa. Esse é um blog de gente de verdade para gente de verdade. Sei que vocês me ajudam com isso e que alguém gosta. Sei mais do que vocês imaginam, rs.


BEIJOOOOS BOM FINAL DE SEMANA!

quinta-feira, março 8

O bafo quente e o chão fresco

Olá pessoas.
Como estão?

Então, voltei pra postar.
Tava afim de escrever uma poesia, veio uma inspiração linda aqui... Ótimo quando essas coisas acontecem.. E acho que no decorrer do texto vou conseguir construir algo. Precisarei da ajuda de vocês.
Mas, primeiramente:
FELIZ DIA DA MULHER!
Também conhecido como "O dia internacional da mulher proletária", que teve uma história forte e que todos deveriam saber. Mas, como o post não é sobre isso, indico aos interessados este link aqui.

Continuando: nada mais inspirador do que a vida cotidiana. E irritante, também. Como a gente pode ser tão pequeno no meio de tantas coisas dessa vida? O que estou aprendendo é que nós somos muito mais do que imaginamos, podemos sentir coisas muito além do que a caixinha da sociedade mostra. Quando a gente descobre isso pode até ser meio irritante, poxa, do nada você começa a sentir muitas coisas diferentes ao mesmo tempo e não sabe lidar com isso. Claro, qual a primeira reação? Achar que tudo tá errado, e como sempre, tentar consertar com as proprias mãos. Aí é que está a merda. Às vezes, a solução está em aceitar o que somos e o que queremos. Porque sentir só A, se podemos sentir, A, B, A+B... B+A... E por assim vai... 
Vamos parar de nos limitar, de criar barreiras, até mesmo na nossa cabeça. Poxa. Nosso cérebro é um campo tão fértil. Deixem-no trabalhar.

Vixe. Tá perdendo o sentido. Me perdoem gente, eu estou sem prática!!!
Mas sei que vocês estão me ajudando e mandando força. rs

"Um coração a dois
Uma vida em fração
A multiplicação do amor
Na subtração da vida"

Nossa gente, que tosco, parecem aqueles versos de criança da 5a série!  Que aliás, não existe mais. 

"Linhas paralelas
Ângulo reto
Uma bissetriz
Tangentes"

A Matemática não sai da minha cabeça.

"É tipo: uau!
Do jeito: wow!
Meio que: ui!
As vezes: Ai!"

Olha as interjeições aí gente!

Parei. Isso aqui já virou piada. Perceberam que não estou com o mínimo talento para poesia, né? 

Mas a inspiração continua aqui...
E acho que nunca mais vai embora.

Beijo!

I'm back!

Boooa-tarde amigos e amigas!

Olha quem voltou! Tilindo! 1 ano mais velha e com muuuuuuuuuitas coisas a contar. 
É gente, estou na faculdade federal, segundo semestre, cursando Arquivologia, que quase ninguém conhece mas que tem um futuro muito promissor. Já estou estagiando, com minha vida estabilizada, e com o mesmo namorado desde 2010. A coisa mais linda do muundo!
Li algumas postagens aqui, e percebi que eu não escrevo mais com o mesmo requinte de antes. Eu era boa com as palavras, viu? Hoje em dia muito mal digito... E olha que tô na faculdade hein... rs
Gente, eu já mudei muito... Muitos pensamentos, vontades, sonhos... Parece que está tudo definido agora na minha vida. Sei o que quero, o que desejo. Vez ou outra aparecem alguns obstáculos, mas nada que uma pessoa madura não consiga resolver. Olha, me senti velha agora. kkkk
Algumas coisas não mudaram NADA em mim. Sinceridade, por exemplo. Continuo sendo uma faca de corte fácil. Direta. Impaciente. Mas mais inteligente. Esperta. Observadora. Confiante. Penso com minha própria cabeça. Não posso perder o fio da meada, pois estou aqui digitalizando e posso acabar me perdendo no texto.
Ah, já viajei pra São Paulo, Campinas, que lugar lindo! Mas o sotaque mata, viu. Conheci muita gente diferente, e com certeza, muito aprendizado.
Poxa, já me perdi. Mas como agora tenho um notebook, quando eu voltar do trabalho eu escrevo mais para vocês, ok? 

Beijinhos

sexta-feira, maio 6

Alguma depressão.

Ei garçom, por gentileza, me vê "aê" um chá gelado e alguma depressão, pra consumo imediato. Consumir algo de mim sempre me fez mal. Por isso o faço? Auto-flagelo talvez, mas um pouco de amor também. E fracasso. Sentir o gosto de minha própria miséria, saboreá-la, fazer caretas por causa de seu amargo. Ela desce rasgando, toma posse de meu íntimo rapidamente, esquenta, arde. E fica. Gruda nas paredes e teima em não sair. Está aqui. Não olhe pra ela. Ela me faz companhia até quando não tem ninguém comigo. Alguma depressão.

sábado, setembro 18

Um dia que foi, outro que vem.

Olá, gente, como estão? Muito tempo que eu não posto, não é verdade? Pois então, eu sempre tenho vontade de vir atualizar o blog, mas as vezes me dá uma preguiça, eu tenho que parar com isso. O MSN também me atrapalha, pois tira minha atenção. rsrs E então, seguindo... Hoje foi um dia bem legal, fui ao shopping com minha família, fizemos umas comprinhas, me diverti muito. Sair com a família que eu tenho é garantia de diversão. Ah, acho que devo dizer, estou namorando! Melhor, estou amando! Tô muito feliz. É como se tudo que eu precisasse agora estivesse completo... É felicidade, é confiança, é segurança, é paixão, é amor. Tá muito bom. :)))
Nha, mas mudando um pouco de assunto.. (esse post vai ficar todo bagunçado) Serei mesária! Trabalharei no dia 03 de Outubro (dã), e dizem que é uma experiência muito boa. E espero que seja mesmo. Porque perderei um domingo livre só pra fazer isso. rsrs
Eu estava, como sempre, refletindo sobre as coisas da vida. Sobre as pessoas. Sobre as coisas que acontecem. Acho que estou realmente amadurecendo, pois minha visão sobre certas coisas está mudando. Minha mente está mais aberta. Não fico mais esperando comentários, críticas, mas tô aprendendo a lidar com as que vem. Logo estarei trabalhando. Vida diferente. Estou fechando mais um ciclo da minha vida. E estou muito feliz com isso, porque sei que estou pronta. Ah, depois posto mais, perdi a vontade. rsrs atée mais ♥

quarta-feira, julho 21

Question

Seriam meus sentimentos assim tão falsos?

segunda-feira, julho 19

Desabafo de meu eu-poeta

Olá, como vocês estão? Não posto desde antes de fazer 18. E na verdade, não mudou muita coisa. Só as burocracias que vou ter que cumprir... Fora que agora deve-se esperar mais atitudes adultas de mim, não é verdade? E acho que estou pronta para corresponder as expectativas.

O meu motivo de hoje é que eu compus uma "poesia" para minha amiga e um amigo veio criticar com argumentos literais. Como se pode julgar a poesia com sentidos denotativos? É preciso ter uma visão subjetiva das coisas, ainda mais no caso de poesias compostas por mim. Eu adoro pôr subjetividades nas minhas linhas. Poxa. Você pega o conteúdo que você tem e julga sem interpretar. Isso ofende quem tanto admirou a obra. Falou da minha poesia, falou de mim. E não, não me sinto ofendida, pois sei que minha poesia não foi ruim, eu até gostei, de verdade!

Mas é o risco que nós, que gostamos de compôr, corremos: que vejam nossa poesia com olhos errados. Aliás, não errados, mas com o que cada um tem. Por isso que sempre preferi guardá-la pra mim. Mas chega de me esconder, chega de ignorar o eu-poeta existente em mim. Ela existe, e não está se aguentando de vontade de vir a tona e produzir.
Incomodados que não leiam, eu vou mais é exercer meu dom. (será meu dom?)
Assim me despeço, por ora. Talvez ainda poste hoje. Precisava desabafar. E sei que meus leitores mudos me entendem. Obrigada.

domingo, julho 4

Uma semana.

Uma semana para o meu aniversário. Uma semana para que eu fique mais velha e que muita gente me decepcione porque esqueceu de mim. Uma semana para que eu me sinta triste e infeliz porque não vou poder fazer o que quero no meu aniversário. Uma semana para as férias. Uma semana para devanear livre de escola. Uma semana para perder a validade da identidade. Uma semana para comprar bebida no bar. Enfim. Uma semana para dezoito anos. E não, eu não bebo, odeio isso. Só botei para figurar mesmo. rs
Estou com raivinha. Tem um trabalho idiota da minha escola valendo uma porrada de pontos para amanhã que eu não vou poder fazer, vou ficar sem pontos, e vou ter que me lascar pra tirar notas boas nas provas, sem apoio de trabalho. Tô ferrada. Acabou minha vida mansa.

Mais um dia acaba a luz
Mais um dia a escuridão reinará
Mais um dia ficarei sem ver
Mais um dia estarei a lutar

Mas ó, que luta desonrosa!
A luta que permeia a vida adolescente
E seus conflitos infantis
A luta do eu-lírico com o eu-autor

E eis que surgem opções
E eis que a luz volta a iluminar
E eis que faz-se o caminho
E eis que vou a andar

Mas que caminho chato
Mas ó palavra chula
Mas que poeta chata
Mas que poeta burra

Que tipo de poeta és?
Poeta que só sabe repetir
Poeta da porta de trás
Poeta sem se vestir

Poeta de um dia só
Poeta de coração
Poeta da insônia
Poeta sem razão

E eis minha poesia sem sentido. Admiram-se de mim os admirados. E eis que não quero teu sorriso. Hoje sou só eu, e não peço sua ajuda.

sábado, julho 3

Olá! Deve ser esquisito quem fica mudando de fonte em um blog, mas eu nem ligo, esse meu blog é pra ir de acordo com o que eu sinto no momento, e como sou instável, nada aqui pode ser igual para sempre. Logo, algo sempre iria mudar. :)
Enfim. Minha amiga leu meu último texto... Não sei o que ela achou, e na verdade nem quero saber. Prefiro ignorar impressões... Pelo menos por enquanto. Tô insegura de mim, do que eu quero, do que eu sou capaz. Tô um lixo, pra falar a verdade.
Falando em conquistas amorosas... Conquistas amorosas? Meu Deus, minha vida é um tédio até nisso. Não que ninguém se interesse por mim, mas o que acontece é que ultimamente nada tem se mostrado muito concreto, palpável. Não passa de brincadeirinha de criança. Uma coisa ali ou aqui mexe um pouco comigo, mas cadê que evolui? Nada. ¬¬
Tantos assuntos interessantes para serem comentados e eu aqui falando de mim. Brasil eliminado da Copa, Eleições por vir, 2012 (brincadeira!!! :D) e eu aqui falando dos meus dramas. Não mais dramas adolescentes, não me julguem assim. Eu estou bem. Estou equilibrada. Não estou me isolando das pessoas, não choro que nem uma desesperada, não escrevo páginas e páginas de textos melancólicos e sombrios como eu costumava fazer quando eu era mais nova. Por isso não quero que seja julgado como crise adolescente nem depressão. É só uma fase. Fase de pessoa. Isso.
Me abro aqui porque me sinto mais a vontade, me sinto mais segura, meu blog não vai me julgar, e quem ler vai se sentir intimidado por minha sinceridade e certeza que não vai ter nem coragem de falar. É isso. Verdade demais não dá espaço a comentários. Uma vez dita, e nada mais.
Cara, que lixo, vou parar um pouquinho, esse texto tá uma bostinha. Logo mais escrevo... Ou não. Beijos! ;*

sexta-feira, julho 2

Só visitando...

Olá pessoas, alguém que esteja lendo. rs
Percebi que sou uma péssima escritora, uma péssima aluna, uma péssima amiga, sou uma péssima tudo. Descobri que o jeito que eu sou é todo péssimo. Descobri que não tenho talentos e que sempre estrago tudo quando pode dar certo. Descobri que sou apática, preguiçosa e teimosa. Descobri que sou a pior pessoa do mundo. HAHA', exagerei, a pior do mundo não, mas também não me descobri como alguém muito legal não. Será que todo mundo passa por isso? Porque se você ainda não passou, por favor, tente evitar, quando você estiver com algum problema e talvez tenha um modo de resolvê-lo, resolva. Problemas deixados de lado viram uma bola de neve.
Enfim.
Meu blog tá tão bonitinho agora. Dei um tapa no visual dele. Tava até bem abandonadinho, né. hehe
Ah, sei nem do que falar. Fiquei doente recentemente, tô com uma sinusite braba. Me deu muita febre esses dias. Muito ruim. Se eu doente conseguisse pensar direito, valeria ficar o tempo todo que fiquei a toa. Mas fiquei só gemendo de dor e vegetando. Horrível. Tempo inútil.
Estou triste e com a auto-estima baixa. Estou me sentindo carente. Nada está sendo suficiente. Estou com problemas na escola, de nota, e estou com medo de repetir. E ninguém me dá atenção quanto a isso. Ninguém me ouve. Precisava só de alguém para sugerir uma solução, a mais besta que fosse.
E esse post vai ficar enorme. Tô nem ligando, ninguém lê mesmo. Blog só pra mim. Pra você ver como sou muito importante.
Está chegando meu aniversário, 18 anos, e estou doente e em crise de personalidade. Não sei o que fazer. Não vejo saída. Tudo o que queria agora era ter uma idéia do que fazer. Mas não quero me esforçar. D:
Enfim, acabemos com esse dramalhão, fiquem em paz, com suas vidas bonitas e felizes. Até mais! ^^